Club de Piratininga

PAUL PERCY HARRIS,O FUNDADOR DO ROTARY INTERNATIONAL

Paul Percy Harris nasceu em 19 de abril de 1868 em Racine, Wisconsin, nos Estados Unidos, ao norte de Chicago. Foi o segundo dos 6 filhos de George N. Harris e Cornelia Bryan Harris. Por problemas financeiros, aos dois anos foi morar, juntamente com seu irmão Cecil, então com 5 anos, com seus avós paternos Howard e Pamela Harris, na cidade de Wallingford, no Estado de Vermont, nos Estados Unidos.

Foi aí que praticamente começou o direcionamento da vida de Paul Harris, como ele mesmo recorda em suas memórias "Meu Caminho para Rotary": “ Eu tive o privilégio de viver em um lar estável, onde não faltava nada e nada era excessivo; onde os ideais eram os mais elevados e a educação era o objetivo supremo.” Esta visão em direção à educação o levou às Universidades de Iowa, onde se formou advogado e obteve o título de doutor honorário na Universidade de Vermont.

Ao receber o seu diploma, Paul decidiu que passaria cinco anos conhecendo o mundo antes de se dedicar à sua nova profissão de advogado. Foi neste tempo que trabalhou como repórter de jornal, professor de economia, ator de teatro e cowboy. Fez também inúmeras viagens pelos Estados Unidos e Europa como representante de uma companhia de mármores e granitos.

Finalmente, em 1896 decidiu advogar em Chicago. O ambiente da cidade era difícil, com muita imoralidade, Incêndios fraudulentos, e falências, melhorando em 1900 com o fechamento das casas de jogos e tavernas, com a Promulgação da Lei Federal de Falências e a segregação da prostituição. Foi advogado durante 32 anos, membro do Colégio de Advogados do Estado de Illinois, do Colégio Americano de Advogados e Presidente da Comissão de Ética Profissional do Colégio de Advogados de Chicago. Em um dia no outono de 1900, Paul P. Harris se encontrou com o advogado Bob Frank para jantar em um luxuoso bairro no norte de Chicago. Eles saíram para uma caminhada parando em algumas lojas no caminho. Harris ficou impressionado com a maneira como Frank tinha feito amizades com muitos dos vendedores.

Desde que se mudara para Chicago para abrir seu escritório de advocacia, Harris não havia encontrado a mesma Camaradagem que Frank tinha com seus colegas empresários, e naquele momento começou a pensar em como encontrar esse tipo de companheirismo que o lembrava da cidade em que ele havia crescido na Nova Inglaterra. Em 23 de fevereiro de 1905 Paul Harris, juntamente com outros três homens de negócios: Silvester Schiele, comerciante de carvão, Gustavus Loehr, engenheiro de minas e Hiram Shorey, alfaiate, reuniram-se no Edifício Unity, na N orth Deaborn Street, 127, 7º andar formando o primeiro clube. O primeiro Presidente foi Silvester Schiele. O clube recebeu o nome de “Rotary” devido ao fato de que seus sócios se reuniam em rodízio nos respectivos locais de trabalho, em um sistema de rodízio. Seu quadro associativo cresceu rapidamente. Em 1907 surgiu o primeiro projeto comunitário: a instalação do primeiro sanitário público da cidade de Chicago, localizado perto da Prefeitura.

Em 1910 foi realizada a primeira Convenção, congregando se os clubes na Associação Nacional de Rotary Clubs. Paul Harris foi eleito Presidente da Associação. Nessa Convenção, por proposição de Arthur Frederik Scheldon, professor de marketing, foi adotado o lema: “mais se beneficia quem melhor serve seus companheiros”. Paul conheceu a sua futura esposa Jean Thompson em 1910 durante um passeio organizado pelo Prairie Club of Chicago, um grupo de amadores de atividades ao ar livre que ele ajudou a formar. Paul e Jean casaram-se em julho Daquele mesmo ano e dois anos mais tarde Paul construiu uma casa com vista para o campo onde eles se encontra ram pela primeira vez. A casa recebeu o nome de Comely Bank, o mesmo nome da rua onde Jean morou em sua infância, em Edimburgo, na Escócia. Paul e Jean não tiveram filhos.

Na 2ª Convenção, em Portland, Oregon, no ano de 1911, Paulo foi reeleito, dedicando-se ao desenvolvimento e expansão. Aprovou-se a proposta de Benjamin Franklin Collins, adotando-se o lema: “Servir, porém não a si próprio. Somente 40 anos depois, na Convenção de 1950, em Detroit, Michigan, EUA, foram oficialmente designados os lemas: “Mais se beneficia quem melhor serve” e “Dar de si antes de pensar em si”. O primeiro Rotary Club fora dos Estados Unidos foi fundado em 1911 em Winnipeg, Manitoba, Canadá. Nesse ano Nasceu a “The National Rotarian” publicação precursora da revista "The Rotarian".

Na Convenção de Duluth, Minnesota, em 1912, o nome foi mudado para Associação Internacional de Rotary Clubes, e encurtado em1922 para Rotary International.

Os Harris viajaram pelo mundo promovendo Rotary, sempre reconhecido como personalidade mundial, destacada, tendo recebido inúmeras condecorações. No Brasil, em 1942, recebeu do Presidente Getúlio Vargas, a “Ordem do Cruzeiro do Sul.

Paul faleceu em Comely Bank em 27 de janeiro de 1947 com 79 anos e foi enterrado no cemitério Mount Hope, nos arredores de Blue Island, perto da sepultura de seu velho amigo Silvester Schiele. Após a morte de Paul, Jean retornou à Escócia, sua terra natal, onde faleceu em 1963, com 82 anos. Em "Meu Caminho para Rotary", Paul atribui os valores nele incutidos por seus avós e vizinhos, a base que o levou à concepção de Rotary:

O Rotary nasceu do espírito de tolerância, boa fé e serviço, qualidades Características de meus familiares e companheiros de infância na Nova Inglaterra. Tenho tentado transmitir minha fé nesses valores a outros Seres humanos, com a mesma intensidade com que ela brilha dentro de mim”.


Notícias do Clube

Imagem Pública é sabatinada em Campos do Jordão

O tema “Imagem Pública do Rotary”, foi bem debatido entre os participantes da 20ª Reunião dos Governadores do Estado de São Paulo (Regoesp), realizada na cidade de Campos do Jordão, no Distrito 4600 do Rotary International. Durante aproximadamente 40 minutos o tema foi expostos, debatido e questionado, dentro do painel que envolveu, também, assuntos como: Fundação Rotária, ABTRF, Instituto Rotary de Liderança e Desenvolvimento do Rotary. “Foi um espaço com um grande conteúdo rotário e bem aproveitado”, disse o coordenador do evento, o Governador do Distrito 4600 do Rotary International, Ivanir Chappaz, associado do Rotary Club de São José dos Campos, no Vale do Paraíba, em São Paulo. Envolvendo 11 distritos rotários brasileiros, a Regoesp-2017 realizada em Campos do Jordão atraiu dezenas de governadores rotários que durante dois dias debateram assuntos contundentes quanto a gestão e desenvolvimento do Rotary entre os rotarianos paulistas. “Essas reuniões regionalizada servem para a discussão de questões regionais e o fortalecimento do companheirismo”, disse o Diretor do Rotary International no Brasil, o empresário Paulo Augusto Zanardi, associado do Rotary Club de Curitiba-Cidade Industrial no Distrito 4730 do Rotary International. “Estas reuniões acontecem em diversas regiões do País, concentrando assuntos específicos sobre aquela região”, falou o dirigente. “Sem contar a oportunidade de rever amigos e companheiros”, acrescentou. A Imagem Pública do Rotary foi apresentada pelo Coordenador Regional da Imagem Pública, para as Zonas 22A e 23B do Brasil, o jornalista Márcio Cavalca Medeiros, associado do Rotary Club de Marília-Pioneiro, no Distrito 4510 do Rotary International. Na introdução antes dos debates, o dirigente regional fez algumas reflexões e alertas diante do público selecionado. “Um Governador do Rotary é formador de opinião, e ele deve se manter sempre bem informado para ajudar na orientação dos demais de forma constante e contínua”, comentou o convidado. “Para isso o estudo sobre o Rotary deve ser frequente e colaborar na instrução rotária de forma permanente”, frisou o jornalista que respondeu inúmeras perguntas no momento de interatividade com a platéia. “Foram perguntas pertinentes, inteligentes e oportunas”, avaliou Márcio Cavalca Medeiros que respondeu desde subsídio da Imagem Pública, Mídias Sociais, Perfil, Agenda Positiva, Divulgação das ações rotárias e o relacionamento da IP com as demais comissões de trabalho. “Foi um momento de forte apelo rotário”, resumiu. ROTARY NO RÁDIO E NA TV – O Distrito 4480 do Rotary International, através da Governadora Maria Cristina Nocete Lopes, associada do Rotary Club de São José do Rio Preto-Centenário, conseguiu junto a Associação Brasileira das Emissoras de Televisão (ABERT) e da Associação das Emissoras de São Paulo (AESP), uma parceria em que as duas entidades apoiarão uma campanha institucional e em favor da Polio Plus, com divulgação gratuita nas emissoras de rádio e televisão pelo Brasil de material específico sobre o Rotary International e a Fundação Rotária. “Uma conquista importante, em todos os sentidos, em que devemos aproveitar e fortalecer a nossa marca, e nossas obras, de forma massificada”, comemorou Márcio Cavalca Medeiros que considera importante esse relacionamento com as emissoras de rádio e tv. “Todos irão ganhar muito com isso”, acredita o dirigente regional. #Eficaz Comunicação Empresarial Ltda – ME

Postado em 17 de Novembro de 2017 por

Mudanças nos distritos rotários fortaleces o debate na Regoesp

Um dos assuntos mais delicados discutido entre os dirigentes rotários que participaram da 20ª Reunião entre os Governadores do Estado de São Paulo (Regoesp), pelo Rotary International, na cidade de Campos do Jordão, pelo Distrito 4600 do Rotary International, foi quanto a distribuição dos distritos brasileiros a partir de 2019 que passa a contar com 31 distritos rotários no Brasil. “Esse é um assunto delicado, que incomoda, mas que precisa ser debatido”, disse o anfitrião do evento estadual, Ivanir Chappaz, Governador do Distrito 4600 do Rotary International, associado do Rotary Club de São José dos Campos, no Vale do Paraíba em São Paulo. “Dai a importância da presença do nosso Diretor do Rotary International, que explicou com riqueza de detalhes, o que se passa”, completou o dirigente regional que contou com a participação do Diretor do Rotary International no Brasil, o empresário Paulo Augusto Zanardi, associado do Rotary Club de Curitiba-Cidade Industrial, do Distrito 4730 do Rotary International. Durante mais de 60 minutos Paulo Augusto Zanardi, lembrou como que iniciou o processo de reformulação dos distritos rotários brasileiros, que a partir de 2019 sete deles serão incorporados a outros sete distritos rotários, por enquanto. “Os dois distritos unidos passarão a ser um novo distrito”, comentou o Diretor do Rotary International no Brasil, que admite ser uma situação nada confortável para qualquer um dos envolvidos. “É uma situação irreversível, que precisa ser assimilada de qualquer maneira pelos rotarianos”, disse ao mencionar a recente correspondência do Presidente do Rotary International, Ian Riseley, que encaminhou aos governadores rotários distritais envolvidos no processo de realinhamento dos distritos brasileiros. Na opinião de Paulo Augusto Zanardi o fato de haver uma diminuição no número de distritos no Brasil não quer dizer que a o novo desenho entre os distritos tenha que ser da forma como o Rotary International sugere. “Já que haverá a mudança, é uma excelente oportunidade em sugerirmos como distribuir melhor os clubes entre as regiões existentes”, falou ao colocar-se a disposição dos governadores rotários para apresentar sugestões viáveis para a efetivação da mudança. “Sei que algumas regiões ficariam melhores em outros distritos em virtude da distância, dos hábitos e até da concentração de clubes e rotarianos”, comentou o dirigente que pretende se reunir com alguns dirigentes para elaborar uma proposta neste sentido. Para Paulo Augusto Zanardi é preciso que haja bom senso neste momento delicado. “Uma vez atendendo o que o Rotary International sugere, não vejo problemas em propor algo que seja melhor para os clubes”, defendeu o Diretor do Rotary International no Brasil que desde quando assumiu o cargo, em Julho, vem discutindo esse assunto insistentemente entre os dirigentes internacionais e os brasileiros. “Vamos fazer a mudança sem sofrimento e sem qualquer tipo de estresse, afinal, todos querem o bem comum”, falou ao lembrar da conquista de alguns distritos brasileiros que terão um tempo a mais para apresentar melhorias substanciais e evitar a mudança. “Nada é imposto, e sim o cumprimento das normas”, falou em tom pacificador procurando encontrar a melhor alternativa para todos. Durante a exposição que fez, Paulo Augusto Zanardi mostrou que em outras regiões do Mundo, o problema está sendo bem maior envolvendo países, culturas e história diplomáticas que são bem piores do que está havendo no Brasil. “Os Estados Unidos não só perdeu distritos, como zonas e representação”, recordou o dirigente que tem procurado equacionar a situação sem que haja perdas significativas no território nacional. “No Brasil só está mudando o desenho dos distritos, não havendo mudanças nas zonas e nem na representação”, defendeu ao lamentar o transtorno que vem causando o assunto em determinados distritos envolvidos com as mudanças. #Eficaz Comunicação Empresarial Ltda – ME

Postado em 16 de Novembro de 2017 por

Dirigente apresenta atividades desenvolvidas na região

O Governador do Distrito 4510 do Rotary International, o meteorologista, Maurício de Agostinho Antônio, associado do Rotary Club de Bauru-Terra Branca, participou neste último final de semana, na cidade de Campos do Jordão, da 20ª Reunião dos Governadores do Estado de São Paulo, quando teve a oportunidade de apresentar uma síntese do que foi realizado na atual gestão, iniciada no mês de julho deste ano. “Apesar do pouco tempo, procurei mostrar os pontos fortes e fracos do Rotary na região centro oeste do interior paulista”, disse o dirigente rotário que tem se dividido entre as visitas oficiais aos clubes, aos eventos rotários e ao planejamento de ações entre os clubes da região. “O primeiro semestre de uma gestão é sempre mais intenso”, imagina o dirigente paulista. Todos os 11 governadores do Rotary do Estado de São Paulo tiveram a oportunidade de falar sobre o trabalho que estão desenvolvendo. “O tripé: Fundação Rotária, Imagem Pública e Desenvolvimento do Rotary estão com ações específicas em nossa região”, anunciou ao citar exemplos de trabalhos contundentes nestas três direções. “Iniciamos um trabalho de captação de recursos para a Fundação Rotária com a participação dos clubes, dos rotarianos e dos simpatizantes”, comentou ao explicar detalhes da ação que, somente ela, deve contabilizar mais de US$30 mil. “Na Imagem Pública muitas ações criativas estão sendo realizadas chamando a atenção da sociedade”, falou ao citar como exemplo a doação de um Fusca na cidade de Presidente Venceslau que está sendo cotizado até o final do mês com recursos diretos para a Fundação Rotária. “Criamos uma Força Tarefa para fortalecer os clubes com menos de 20 associados”, anunciou ao explicar o trabalho que foi realizado entre os clubes que já contabiliza 47 novos associados de saldo positivo, no total, em menos de dois meses. As preocupações conceituais sobre a organização também foram destaques do Governador do D4510 do RI, quando mencionou os diversos encontros interclubes que acontecem na região, quando clubes se reúnem conjuntamente para a exposição de temas pontuais. “Isto tem se tornado frequente em nossa região, ajudando muito na orientação sobre o Rotary entre os mais antigos, mais novos e os mais recentes”, comentou Maurício de Agostinho Antônio, que também lembrou do Programa Internacional do Intercâmbio de Jovens que é intenso entre os rotarianos do centro oeste paulista. “Apesar de não termos atrativos como: museus, montanhas, praias e outros aspectos, realizamos mais de 100 intercâmbios por ano”, disse ao mostrar a preocupação com os jovens e com os 25 encontros do Programa Ryla que estão programados, além dos programas com Rotaract e Interact, relacionados diretamente aos jovens, que estão crescendo. De acordo com Maurício de Agostinho Antonio, o encontro em Campos do Jordão foi interessante em todos os sentidos, pois, foi possível verificar o trabalho desenvolvido em outras regiões do estado. “Percebi que as ações estão intensas em todas as regiões e que o Rotary e os programas estão se fortalecendo de acordo com a necessidade e possibilidade de cada um”, avaliou o dirigente que considerou válido o encontro entre dirigentes. “Aprendemos muitos com as exposições e debates e expusemos aquilo que vem acontecendo em nossa região”, finalizou o dirigente rotário regional, lembrando que no ano que vem a Regoesp será realizada na cidade de Presidente Prudente, no D4510 do RI.

Postado em 15 de Novembro de 2017 por

Reuniões Segundas-Feiras | 20:30
Rua Margarido Pires,1-A